Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros

Visão Geral


O ELSI-Brasil (Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros) tem como objetivo investigar os determinantes sociais e biológicos do envelhecimento e suas consequências para o indivíduo e a sociedade. Trata-se de pesquisa longitudinal, de base domiciliar, conduzida entre adultos com 50 anos ou mais, residentes em 70 municípios situados nas cinco grandes regiões geográficas do país. 

O ELSI-Brasil é coordenado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pela Fundação Oswaldo Cruz - Minas Gerais (FIOCRUZ-MG). A pesquisa é financiada pelo Ministério da Saúde. A coleta de dados da primeira onda da pesquisa foi realizada em 2015-16, com a participação de 9.412 indivíduos. A segunda onda foi conduzida em 2019-21, com 9.949 participantes, incluindo a reposição da amostra. A terceira onda está programada para ter início em 2023. 

O ELSI-Brasil segue metodologia semelhante àquela de estudos longitudinais sobre envelhecimento ao redor do mundo, possibilitando comparações internacionais. A pesquisa vem produzindo informações estratégicas para subsidiar políticas públicas para a promoção do envelhecimento saudável e para melhorar a qualidade da atenção à saúde às pessoas nas idades mais velhas.

Detalhes da metodologia, assim como alguns resultados descritivos da primeira e da segunda ondas do ELSI-Brasil, podem ser vistos em duas publicações chave realizadas no American Journal of Epidemiology 1 e no International Journal of Epidemiology 2 nos anos de 2018 e 2022, respectivamente.


Scroll to Top